Por que você faz por merecer...

A pessoa entra em férias amanhã. Mas antes, a pessoa tinha que participar de uma audiência cabeluda que durou quatro horas. Terminado o lavoro, a pessoa precisava de carona até uma cidade vizinha para poder voltar pra casa, considerando que no município onde a pessoa se encontrava o único horário de ônibus para Gay Harbour é 23hs e que a pessoa não suportava ficar nem mais um segundo no meio do mato.

A pessoa conseguiu carona com o Prefeito de uma outra cidadezinha. Mas, MAS, no meio do caminho tinha uma barricada de colonos e índios interrompendo a rodovia. O Prefeito fez cara de quem ia esperar sentado no carro por uns seis meses até o protesto ter fim. A pessoa, que ia ter um troço se ficasse mais um segundo sem perspectiva de chegar na rodoviária, saiu do carro, bem linda bem tudo de terninho vermelho e salto alto, e foi falar com o nobre líder da comunidade indígena para explicar que ela precisava passar (por que a mãe estava no leito de morte, a dona Maugareti, esperando só a filha querida chegar para descansar). O índio não se comoveu. Ele não é católico. A pessoa não desistiu. Ela não é besta.

Tirou um lencinho de papel perfumado da bolsa e enxugou uma tênue lágrima. Depois recolocou o óculos chiquérrimo e perguntou quanto custava para ele tirar a maldita árvore que obstruia a estrada de chão secundária. Pagou cinco pila, contornou a tapera indígena ao lado e foi embora. Pela estrada de chão, mas foi. E acaba de descobrir que o próximo ônibus para Gay Harbour é só às 16:40hs.

Eu já contei pra vocês o quanto a pessoa odeia cidade pequena?!

por Ro, às 15:55 de 15.12.2005 - Categoria: Tolerância Zero

Ticcia comentou:

Huahauhauhuahauuha. Pagou 5 reais pra passar?? Pedágio de índio? De óculos Bulgari? A-DO-REI. Tu não tem jeito.
às 15:57 de 15.12.2005

Ro comentou:

Adivinha como tá o humor????
às 15:58 de 15.12.2005

Ticcia comentou:

maravelololololololololoso.
às 15:59 de 15.12.2005

Calypso comentou:

índios por aí, greenpeace por aqui.
Eu já disse que odeio ambientalistas? Sim. odeio. (é só na raiva.)
às 16:02 de 15.12.2005

Ro comentou:

mas ODEIO índios. e não é raiva.
às 16:05 de 15.12.2005

Max comentou:

eu odeio flanelinha...
às 16:25 de 15.12.2005

kika comentou:

amei o texto... amo o site... só uma coisinha... descansar, com s... stress faz cada coisa com as pessoas...
às 16:35 de 15.12.2005

Jan comentou:

Querida,

Gay Harbor é pequena, vai por mim.
Agora o teu desdobre no índio foi algo.

beijo
às 16:35 de 15.12.2005

daniel - RJ comentou:

Roberta Arabiane, de terninho, argumentando com barreira de índios.
e ainda teve que apelar para uma sentença alternativa.
Ro, voce odeia mini city, indios e etc..
mas é melhor abstrair, tem dia que simplesmente nao tem jeito.
nem mentalizando azul..
às 16:45 de 15.12.2005

denise comentou:

rs...... ai meu deus.. situação...
é... dizem que depois da tempestade vem a reconstrução, né? rs.. maldade..
ah, mas tudo que os strasses vêm todos juntos pra poder ofuscar mais o olho da gente... depois passa e tudo melhora!!!!!
às 16:54 de 15.12.2005

Chicão RJ comentou:

Vai entrar de férias e ainda fica reclamando???
Vc devia é ficar na passeata, subir no carro do prefeito, fazer um strip, que TUDO É FESTA!!!

Lenbre q vc não vai ter q voltar aí tão cedo!
às 17:27 de 15.12.2005

Mariza comentou:

Ro, não sei com quem foi pior, comigo ou contigo.
Dá uma olhada na "novela" lá no Truffado.
às 17:50 de 15.12.2005

Smiley comentou:

Tu podia dizer que vota sempre no PT e que tal e tal, que a solidariedade com os índios e os sem terra nunca acaba mesmo se tem óculos Bvlgari e terninho da Daslu. Agora, ódio a índio, não sei. Tu contou isso pra Dilma, na altura?
às 17:52 de 15.12.2005

Patricia do Rio comentou:

Pedágio de índio é ótemo! Adevogada tem que saber negociar, certo? Ai, que inveja, vc tá entrando de férias e eu vou entrar em plantão de Natal. Folga, só a partir da outra segunda-feira.
às 17:53 de 15.12.2005

Raquel comentou:

É por isso que eu, que tenho que constantemente rodar o continental estado de Minas Gerais, às voltas com audiências e processos, sempre vou com o meu carro. Custe o que custar. Não dá para depender de horários de ônibus na roça. E o estado deplorável dos "catajecas"? Prefiro pegar o volante em estrada esburacada...
às 18:06 de 15.12.2005

Guga comentou:

Calma, dona! O importante é que agora tu estás de férias!!
Pessoa de sorte vc. Vê se dá as caras pelo menos pra postar fotos e matar a gente de inveja. hehehehe
BOAS FÉRIAS!!!!
às 18:30 de 15.12.2005

cris comentou:

eu concordo com o max. nada, mas nada mesmo pode ser pior que os flanelinhas (os do rio, pelo menos). tu devia tentar uma vaga na onu, ro. ia fazer maior sucesso nas rodadas de negociação. bj
às 19:47 de 15.12.2005

Patileine comentou:

ahahahahahahahahahah.

Golpista que é golpista sabe a ordem dos truques. Primeiro ameaça de morte, depois lágrima e, enfim, a vil moeda...
às 20:23 de 15.12.2005

Francisca comentou:

Simplesmente amei o texto!!! Que categoria hein???
Vai contigo que tu resolves...
Boas férias e tudo de bom no ano que entra... principalmente se você puder pedir transferência para outro lugar...
BOA SORTE
às 20:29 de 15.12.2005

Tati Tatuada comentou:

Amiga, se serve de consolo, acabo de sair de uma audiência, de apenas 4 horas e oito minutos, na corregedoria(20:38 HORAS!!!!) onde o presidente da sindicância afirmou que delegacia da mulher é uma decisão política, não serve pra nada. Ai que ODIO!!!!!!!!!!!
às 21:31 de 15.12.2005

Gabi comentou:

Kika, só uma retificação(já que ninguém se manifestou), a Ro pode estar estressada, mas descansar é com "s" mesmo, não tá errado não!
Beijos a todos e a todas!
às 00:19 de 16.12.2005

Cris comentou:

Não pude não comentar....mas como já falaram tudo...só posso lhe desejar Férias Fantásticas!!!!
Bjinhussssssss
às 09:55 de 16.12.2005

Dida Maia comentou:

Tô procurando o blog do índio pra ver o que ele escreveu...
Imagina: Uma perua desce nos salto, com um tapa olho do tamanho de duas mangas maduras, parecendo uma ariranha, e vem falar comigo como se ela fosse Tupã. Queria passar. Eu não queria que ela passasse. Nem ela nem ninguém. Aí ela fez a melhor coisa que os brancos sabem fazer: meteu a mão na carteira, hahahahahahahahahaha. contribuiu com a causa, mas nem precisava. Só a distração que ela causou aos índios, foi impagável...
hahahahahahahahahahahahahahahaha.
às 10:12 de 16.12.2005

kika comentou:

gabi, eu sei que cansada é com "s", por isso consertei. no texto está com ç. mas esse site é tão tudo de bom que ninguém repara, só eu mesma pra viver em crise com o português! beijo!
às 10:24 de 16.12.2005

kika comentou:

aliás, agora já consertaram...
às 10:25 de 16.12.2005

Rosinha Monkees Viegas comentou:

Tô com a galera aqui: eu também ODEIO flanelinha... o primeiro e único que encontrei em Itajaí tá correndo de mim até hoje, pois mesmo pequena como sou, ameacei voar no pescoço dele caso ele chegasse perto do meu carro... ainda apontei o dedo pra cara dele e o chamei de vagabundo... como diria uma chefe minha, 'eu não tenho a menor LOÇÃO do que tava fazendo', hahahahaha pheeena!!
às 10:53 de 16.12.2005

Lívia Costa comentou:

Eu adorei seu texto.
Ontem mesmo tinha escrito no meu blog um acontecimento com meu pai envolvendo indígenas.

na verdade eu odedio índios!!

bjocas
às 09:52 de 20.12.2005
ver tabela de smileys: aqui
Este post não permite comentários