FELICIDADE PRA MIM.

A professora da pré-escola pergunta à menininha de avental rosa o que é felicidade. Ela responde, do alto dos seus 5 anos e meio, quase sem pensar: "Ser bom por dentro e por fora; não ser ruim nem por dentro, nem por fora."

Chama atenção o que pode aparentemente ser uma redundância: ser bom e não ser ruim, e também o “por dentro” e “por fora”.

Ter o que se passa no de dentro de acordo com o de fora, o consciente e o inconsciente, em harmonia. Ter o de dentro livre de traumas, recalques, tristezas, ressentimentos, culpas, inveja, egoísmo, rancor, amargura: ser bom por dentro. Ser assim também por fora: ter a quem amar, ser amado, ser generoso, ser olhado, ser reconhecido, saber reconhecer.

Não ter sujeira no de dentro e querer ser bonita no de fora - até porque, cedo ou tarde, o feio aparece, vem numa golfada, vomita-se quando menos se espera. Reconhecer o ruim e poder tirá-lo de dentro. Depois, poder ser bom por fora de verdade. Ficar bom por dentro e por fora. Algo para se buscar ao longo da vida. Felicidade, sim, é isso mesmo.

O surpreendente é que depois de ter tido muitas outras concepções de felicidade na vida (um corpo perfeito, sucesso profissional, um grande amor, viagens dos sonhos, uma família bonita, saúde, grana), aprendo que felicidade é mesmo o que eu pensava que era, 27 anos atrás: "Ser bom por dentro e por fora; não ser ruim nem por dentro, nem por fora."

por Ticcia, às 09:40 de 02.09.2005 - Categoria: Crônicas Cretinas

Ninguém comentou:

Não, eu não vou ser o primeiro a comentar. Nem vou dizer que achei bonito e verdadeiro o que disseste, embora ache isso mesmo. Nem vou dizer que o que tu disseste é tão óbvio e essencial quanto é imperceptível em nosso cotidiano áspero e de pessoas perdidas de si mesmas. Depois vão ficar por aí, dizendo que só te elogio, que sou falastrão, rasgação de ceda e tal. Não, não comento nada. Me controlo. Pronto.
às 10:24 de 02.09.2005

Ticcia comentou:

Que bom que "não" comentaste. Tô precisando de carinho.
às 10:46 de 02.09.2005

ISA comentou:

Quanta consciência em tão tenra idade... O problema é que talvez se perca. Pode ser que se ganhe de novo. Eu perdi-a e ganhei-a. Gostei muito do post. Beijos.
às 11:00 de 02.09.2005

Maria Flor comentou:

ai, ai a sabedoria das crianças...
às 11:53 de 02.09.2005

Patricia do Rio comentou:

Eita, coisa difícil... Ticcinha tinha frases ótemas, só podia virar a Ticcia de textos maravilhosos.
às 13:41 de 02.09.2005

Marcia comentou:

Eu queria acreditar no que eu acreditava há 24 anos atrás..... não redescobri essa minha sabedoria infantil... e como ela me faz falta!!!
às 13:46 de 02.09.2005

B. comentou:

Que prodigio.
às 13:59 de 02.09.2005

CARMELLA comentou:

Grande Tíccia! É isso mesmo: sem rancores,sem ódios,sem mágoas. E isso só se consegue perdoando; e só se perdoa atavés do amor. É isso e só isso que faz as pessoas serem bonitas por dentro: O AMOR!
às 16:20 de 02.09.2005

Solineuzza comentou:

Patricia, te odeio.
às 18:24 de 02.09.2005

Ro comentou:

Ai, ridícula, tu é péssima por dentro E por fora.
às 22:23 de 02.09.2005

MEGERA-MÃE comentou:

Filha te amo,POR DENTRO E POR FORA,exatamente como a trinta e dois anos,ou melhor,por toda a minha vida,porque antes mesmo de te fazer,já te amava.
Beijossssssss,acho que estou entrando na sindrome do ninho vazio
às 23:40 de 02.09.2005
ver tabela de smileys: aqui
Este post não permite comentários