ALERTANDO OS GANSOS

Namorados há quase quatro anos, ele diz para ela:

- Cláudio André não tira os olhos do teu decote.
- Imagina, Pedro Ernesto, ele até noivo é.
- E noivo não tem olhos?

Menos de seis meses depois, Cíntia Luciana estava casada com Cláudio André.
O vestido de noiva tinha um decote quase até a cintura.
Pedro Ernesto não compareceu, mas mandou uma iogurteira de presente.

por Ticcia, às 10:35 de 09.03.2005 - Categoria: Estórias da Carrocinha

Cris/RJ comentou:

Cíntia Luciana era quem mesmo??
A noiva de Clúdia André ou a namorada de Pedro Hernesto??? rsssss

ADORO VOCÊS!!

Credo, MM vicia ))
às 11:18 de 09.03.2005

Carol - Alemanha comentou:

KKKKKKK... que horror!

Concordo com a Cris/RJ, MM vicia!!!
Tô aqui pensando como vou fazer para visitá-las nas minhas férias... hehehe...

Beijos
às 11:22 de 09.03.2005

greice comentou:

Conheço uma estória assim... de decotes que acabam em casamento... rs
Mas uma estória de final feliz, com certeza!!!
às 11:43 de 09.03.2005

Cam Seslaf comentou:

Sabe que o causo que eu ando mais ouvindo é de gente que namora por duas eras geológicas, depois a moça conhece outro, namora cinco minutos e se casa, né?
Será teindêêêincia? ;D
às 11:46 de 09.03.2005

Aninha comentou:

Mas isso acontece mesmo, tem gente que namora há décadas e necas! Aí conhece um sujeito o pronto, casa! Vai entender!
MM's, eu sempre tô por aqui lendo os posts de vcs e adoro, mas é a 1ª vez que eu comento!
Vcs possuem textos hilários e magníficos, que deixa qualquer desanimado feliz!
Parabéns às duas!
às 13:16 de 09.03.2005

Visão comentou:

É o gosto pela novidade.... e isto é um perigo.... abraços...
às 14:25 de 09.03.2005

Patricia do Rio comentou:

Eu acho que um namoro longo, de muitos anos, acaba ficando tão parecido com casamento que as pessoas desistem mesmo de casar. Aí vem uma paixão e a vontade volta.
às 16:45 de 09.03.2005

Tati a tatuada comentou:

É, pimenta no fiofó alheio........rs
às 17:43 de 09.03.2005

Neuza comentou:

Mas é assim mesmo: o primeiro bofe, casando ou não, dia mais, dia menos, acaba "dançando". O Segundo é sempre melhor em tudo e nos valoriza mais.
às 17:56 de 09.03.2005
ver tabela de smileys: aqui
Este post não permite comentários