25.04.2005

DR. PALHARES



Com um sub-título desse (Se homem é tudo cachorro, pelo menos saiba escolher a raça certa para você), já gostei.

O moço tem talento.

por Ticcia, às 22:04 de 25.04.2005 - Categoria: Ali Jabah
Ver Comentários

Aridez



Saiu da cama, vestiu-se, arrumou as coisas, foi andando até a sala, destrancou a porta e chamou o elevador, sileciosamente.


Ficou olhando-a levantar-se, vestir-se, arrumar as coisas, andar pela casa, destrancar a porta e chamar o elevador, sem olhar para trás.


Ouviu a porta se fechar, esperou o elevador, desceu, entrou no carro e foi embora.

Continua aqui...




por Ro, às 20:00 de 25.04.2005 - Categoria: Crônicas Cretinas
Ver Comentários

MÃE É MÃE

- Abô.
- Alô.
- Ôue.
- Oi. O que que houve?
- Naba.
- Por que tá chorando?
- Náo touv.
- Ah, não tá? Então o que tá acontecendo que tu tá usando escafandro?
- Aiv, naba bãe.
- Se tu não disseres, vou aí na tua casa.
- A binha bida táv uma berda, touv gansada, dor de caveza, cheia de travalho, cum sono, a casa tá uba bagunça.
- E vais menstruar quando?
- Hã... Xá ver... abanhã.
- Rá. Suspende a analista, chama a faxineira, toma um tylenol e vai pra cama.
- Obrigaba, bãe. Ti amu.
- Te amo, filha.
por Ticcia, às 17:10 de 25.04.2005 - Categoria: Correspondência Secreta
Ver Comentários

ACONTECEU COM UMA AMIGA MINHA QUE VOCÊS NÃO CONHECEM NÃO

- Manda a foto.
- Melhor não.
- Manda, ué.
- Tá. Mandei.
- Mas isso e uma camisa XADREZ?!
- É, mas veja bem...
- XADREZ?!
- Era fim de viagem, eu só tinha essa limpa...
- (...)
- Isso tem perdão?
- Isso tem, eu é que não tenho.
- Por quê?
- Porque tô com vontade de fazer piquenique em ti.
por Ticcia, às 14:29 de 25.04.2005 - Categoria: Correspondência Secreta
Ver Comentários

por Ticcia, às 12:01 de 25.04.2005 - Categoria: Ali Jabah
Ver Comentários

TOMA QUE O FILHO É TEU

Mulheres são seres complexos, ó grande novidade. Sexualmente muito complexos, ó grande novidade II. Tudo bem. Nada novo sob o sol e até aí Inês é morta. Exato. Morta de tédio. Enquanto os felizes e saltitantes homens, seres simples e descomplicados, têm lá seus inúmeros, incontáveis e rotineiros orgasmos, nós, as mulheres, somos um labiríntico enigma - muitas vezes para nós mesmas, quanto mais para eles.

Isso não é mérito nenhum. Nananinanão. Muito antes pelo contrário, isso é problema, grande problema, se não tivermos algumas coisas em mente.

A primeira delas é que se você não sabe como ter um orgasmo, não espere que alguém descubra isso para você. O prazer é seu, a responsabilidade é sua. É sim. Chega de coitadismos e paternalismos nesse aspecto e Freud que me perdoe. Se você não tem orgasmo (salvo raras e honrosas exceções, como ejaculação precoce, por exemplo) a culpa é sua, amiga. Vire-se ou desvire-se como preferir. Brinque, pesquise, explore.

Se não estiver à vontade com você mesma para fazer isso, bem, esse é o primeiro passo. Terapia sim, por que não? Para saber o que é um orgasmo, vale o investimento. Descubra o seu caminho das pedras, dos rios, das montanhas. Sim, sim, sim. Primeiro isso.

Sabendo como e onde, não espere que o bofe adivinhe as coordenadas e o plano de vôo. Ele não tem bola de cristal, sabemos – e aqui não se trata de trocadilho, eu juro.

Para os homens, o prazer é simples, muito simples. Sim, pode haver sofisticação, claro (e deve e é bom e é muito recomendado), mas se a gente simplesmente não atrapalhar, ele dá conta. Se a mulher simplesmente possibilitar o acesso, pimba, tá feito. Conosco nem sempre é assim. Aliás, quase nunca é assim. Variamos muito, muito, muito. Há as que só tenham prazer assim; outras, assado. Há as que sem as preliminares nem adianta ter esperança, e não é qualquer uma, é aquela determinada preliminar. Há as que gostem de uma maneira, mas pra chegar lá tem que ser de outro jeito. Há as que dispensem completamente preliminar. Enfim. É muito complicado, a variedade é muito grande, você tem que dizer.

Se você não se sente à vontade para fazer isso, das duas uma: ou você está com o cara errado, ou você está constrangida com quem não deveria estar. Veja o que tá pegando e, sim, FALE, DIGA, PEÇA, MOSTRE. E seja feliz.
por Ticcia, às 11:13 de 25.04.2005 - Categoria: Crônicas Cretinas
Ver Comentários

SURREAL


Situação 1: nível Kafka

Você terminou o namoro com o bofinho e, quando ele perguntou, dois meses depois, quem era o cidadão com você no retaurante, você respondeu que era seu namorado. Bofinho pirou, fez um escândalo, correu para mamis e chorou as pitangas, evidentemente lhe (des)classificando de vagabunda pra baixo. Meses mais tarde lhe pediu desculpas pelo ataque. Tempos depois ligou pedindo um favor, qual seja, a remessa de um documento pelo correio que você, Me. Teresa de Porto Alegre, deveria apanhar com não sei quem, não sei onde, em não sei que horário. Só isso já deixaria Franz orgulhoso, mas tem mais. Você deveria enviar a correspondência para o trabalho do fofo, porque se mamis souber que vocês estão se falando, ela briga com ele.



Situação 2: nível Dalí

O mesmo cidadão que estava tentando arrumar motivos para canonizá-la ligou quase meia noite de um dia útil para perguntar se, por acaso, um lençol amarelinho, com bordados ingleses na barra, que foi esquecido no apê dele, não é seu. Detalhe: NÃO É.



Situação 3: nível Juqueri

Você, à meia noite e dez de um dia útil, olhando a sua cara de pamonha no espelho do banheiro e tentando descobrir
Por quê, meu deus, POR QUÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ?????????


por Ticcia, às 09:47 de 25.04.2005 - Categoria: Boca no Trombone
Ver Comentários

INUTICCIDADE PÚBLICA

Aí, ó: Megera Madrinha deu uma sacudida no blog. Tem pinups novas nos comentários e agora precisa digitar coisinhas initeligíveis pra evitar spam.

por Ticcia, às 09:30 de 25.04.2005 - Categoria: Informes Infames
Ver Comentários


Noite de vendaval. Vento estranho, de levantar telhas, varrer ruas, arrancar árvores. Vento em rajada, em força, de espalhar folhas, desarrumar a casa. Vento de entrar pela janela, voar cortinas, arrepiar, apagar luzes, dar medo. E amanheceu cinza, nuvens pesadas, uma chuva da qual é impossível fugir, um frio de flagelo que pede lãs e abraços.
São as imensas mãos do inverno fazendo a primeira carícia na cidade.

por Ticcia, às 09:08 de 25.04.2005 - Categoria: Geral
Ver Comentários