03.02.2005

CAT CHIC

Hilda, a gata, virou Cat Model de verdade. Foi clicada por um profissional.

por Ticcia, às 23:24 de 03.02.2005 - Categoria: Fatos e Fotas
Ver Comentários

Da Série CORREPONDÊNCIA SECRETA

DIESEL SUMMER SALE
UP TO 50%
FROM 01/02/05


Vocês são testemunhas, não sou eu que estou indo atrás, eles é que me chamam.
por Ro, às 17:19 de 03.02.2005 - Categoria: Correspondência Secreta
Ver Comentários

AUDREY RYAN ou MEG TOUTOU

Graças a este senhor, resolvi arrumar meu cabelo de uma forma diferente.

Tá uma coisa transgênica ruiva, entre Meg Ryan e Audrey Toutou.




E eu gostei.

Em breve, fotas.

por Ticcia, às 16:51 de 03.02.2005 - Categoria: Miudezas em geral
Ver Comentários

Da Série CONSELHO MEGERISTICO

Bicha amiga,
se você quer estragar a vida da pessoa, faça bem feito. Esqueça as casas de macumba. Honre a classe das najas e não dê chance a Fênix. Em se tratando de malvadeza, amadorismo é imperdoável!
por Ro, às 15:30 de 03.02.2005 - Categoria: Boca no Trombone
Ver Comentários

DIA DE CHUVA

O céu acinzentava a tarde que chovia em miudeza muito fria, muito fina, e apequenava-lhe ainda mais, diminuía-lhe mais ainda sob o guarda-chuva que guarda sonhos, guarda mágoas, guarda um tanto de antes para um depois que não se sabe quando. Seus passos aformigavam-se, desviavam-se de poças, evitavam as pedras pontudas, enlameavam-se de tristezas e desesperanças enquanto ela escondia-se do mundo sob a cúpula negra, sob a roupa úmida, sob a pele incômoda. Assim, quase um acidente de bonde, quase um raio na árvore, um assombro no contrafluxo. Ela evitou seus olhos, buscou proteção no escudo escuro encharcado de negro, mas sentiu o peito abrir, o corpo ensolarar, as mãos doerem de falta. Trancou o peito, choveu para dentro, cerrou os punhos e apressou o passo para achar um canto para chorar por uma vida inteira.


Cris Carriconde

por Ticcia, às 14:49 de 03.02.2005 - Categoria: Estórias da Carrocinha
Ver Comentários

LFV, 03/02/2005, ZERO HORA

Nós, os bananas

Você sabia que duas empresas dominam todo o comércio de bananas no mundo? Que 30 empresas controlam um terço de todo o processamento de comida, cinco controlam 75% do comércio de grãos e seis controlam 75% do mercado de pesticidas do planeta? Que 84% do comércio de chá do mundo está nas mãos de apenas três empresas e só no México 40% do varejo de comida pertence à americana Wal-Mart? Isso sem falar na Monsanto, que sozinha controla mais de 90% do mercado internacional de sementes geneticamente modificadas.

Esta concentração de poder sobre a produção e o consumo globais de alimento é resultado direto das políticas de liberalização do comércio no setor impostas pelos países ricos, típicas do que é discutido e decidido quando eles se reúnem em Davos. O relatório expondo os perigos do domínio crescente de poucos conglomerados não só sobre o mercado mas sobre o destino de populações inteiras, com seu poder de liquidar pequenos produtores e determinar preços e regras de produção que lhes convêm, foi publicado pela ActionAid e é típico do que se discute seriamente no Fórum Social Mundial. E não se trata só de birra anti-bigbizines. O efeito maior da monopolização trazida pela liberalização, piada cruel, é que aumentam a fome e a miséria em países que não têm como enfrentar gigantes interessados apenas no lucro máximo e evitar a desvalorização do que produzem, como vem acontecendo, segundo o relatório, com o chá, o café, o leite, o trigo - e a banana.

Outra leitura recomendada para quem ainda acha melhor confiar em crises de consciência dos fatiotas em Davos do que ouvir esses esquisitos do Fórum Social é o que escreveu o Rubens Ricupero - que em nada se parece com o Hugo Chávez - no caderno de Economia da Folha neste domingo, sobre a história da nossa pauperização pelo capital predatório lá de cima. Uma assustadora história de vampiros e vítimas indefesas.

Os mundos de Davos e do Fórum Social podem conviver, sim. Mas será sempre eles como comerciantes de bananas e nós como bananas.


Eu definitivamente AMO ESSE HOMEM.
E aviso: Veríssimo, da próxima vez que eu te encontrar, não adiantará a marida me conter. Vou te encher de beijo.


por Ticcia, às 14:09 de 03.02.2005 - Categoria: Ali Jabah
Ver Comentários

FOCANDO

INCOMPOSSÍVEL

As coisas que mais machucam são as que cabem debaixo das unhas, entre os dentes, nas linhas das mãos. Era nisso que pensava logo depois, enquanto lavava a louça com esmero redobrado e paciência infinita, um incerto equilíbrio pendente em fio tênue sobre um grande poço escuro. Passava lentamente, vez, depois de vez, depois de vez, a esponja macia pelas bordas da taça, tatuada de batom, manchada do vinho de véspera, apagando marcas, máculas e borrões. (Continua aqui)

por Ticcia, às 11:38 de 03.02.2005 - Categoria: Estórias da Carrocinha
Ver Comentários

Aviso aos navegantes...

Senhouras RSN (Rachas Sem Noção), apropriando-me da frase de vovô: Parem de jogar pedra nas minhas pombas!
por Ro, às 06:52 de 03.02.2005 - Categoria: Boca no Trombone
Ver Comentários

FILHO DA MÃE

Uma amiga minha me disse que para saber se o homem vai dar um bom marido, é só ver se ele é bom filho. Filhinho da mamãe pode ser mimado, comodista, mas segundo ela, um mau filho nunca vai dar um bom marido. Filho que não dá bola pra santa mãezinha, que não é carinhoso, que não dá a mínima pra véia, não vai prestá.

É algo a se pensar.
Freud possivelmente concordaria c'a moça.
Resta saber se a gente queremos um bom marido.

por Ticcia, às 00:01 de 03.02.2005 - Categoria: Geral
Ver Comentários